terça-feira, 20 de outubro de 2015

Fui rejeitado - Mas há alguém que se importa



Há alguns passarinhos em meu quintal, mas há um problema com eles - são péssimos pais. Constroem ninhos ruins e não cuidam bem dos filhotes. É comum suprirem as necessidades dos pequeninos com regularidade até atingirem uns sete ou dez dias de vida e então jogá-los para fora do ninho ou carregá-los do ninho para um lugar distante e os jogarem ali. Ou simplesmente abandonam o filhote no ninho para morrer. 

Rejeitado

Certa manhã, encontrei outro filhote atirado fora do ninho, rejeitado por seus pais. Aquele pobre e indefeso passarinho estava tentando andar soltando fracos piados pedindo por socorro, mas os outros passarinhos olhavam-no com grande curiosidade para ver o que iria acontecer mas se recusavam a ajudá-lo. Senti pena daquela pequena criatura e a peguei na mão, levando-a para dentro e tentando fazer com que ficasse confortável. Começavam a nascer suas primeiras penas e tinha cerca de duas semanas de idade. Este incidente me fez pensar em certas aplicações espirituais e quero mencionar algumas delas.

Rejeitados por nossos pais 

Primeiramente me fez lembrar de que neste mundo há rejeição. Talvez nenhum de nós tenha sido rejeitado por nossos pais, mas mesmo que acontecesse, se minha mãe e meu pai me rejeitarem, o Senhor vai cuidar de mim e o que O faz agir assim é Sua compaixão. Ele sente pena de Sua criação rejeitada; Ele tem pena de nós. As pessoas deste mundo ficarão curiosas com o que estará acontecendo conosco e mostrarão grande interesse nas notícias e nos boatos, alguns serão até mesmo como vampiros assistindo TV em busca dos mais recentes horrores, mas não terão compaixão. Todavia, "quando meu pai e minha mãe me desampararem, o Senhor me recolherá" (Salmo 27:10). Isto é maravilhoso! O Amável cuida do que não é amado.

Alimento verdadeiro 

Minha primeira preocupação estava em dar comida para o passarinho, já que, no mínimo, não tinha sido alimentado nas últimas vinte e quatro horas. Eu tinha painço sem casca, o qual moí o melhor que pude para torná-lo o mais fino possível, misturei com água e fiz um pouco de pasta. Tentei alimentar o pequenino com uma colher pequena, forçando seu bico para que ficasse aberto a fim de poder ir colocando pequenas quantidades em sua garganta. Todo aquele tempo fiquei pensando, "Espero que não demore muito para este passarinho passar desta fase e queira comer alguma coisa mais sólida. Seria muito mais fácil". Então pensei em quantas pessoas estão contentes com o lixo que este mundo oferece e nunca comem os verdadeiros manjares espirituais que Deus quer lhes dar. Tudo o que têm a fazer é crer no Senhor Jesus Cristo que morreu por nós na cruz, e receber uma nova vida dEle - uma vida que iria desejar a verdadeira comida espiritual. "Desejai afetuosamente, como meninos recém-nascidos, o puro leite espiritual, a fim de por ele crescerdes para a salvação..." (1 Pedro 2:2). 

Um lugar aquecido 

Coloquei o passarinho em uma pequena lancheira de plástico sobre uma toalha para mantê-lo aquecido mas aquilo não era suficiente. É preciso calor artificial, portanto coloquei uma lâmpada de 100 watts perto da lancheira. Reparei que ele procurava a parte mais quente da lancheira, a parte de frente para a luz. Aqui existe uma aplicação maravilhosa para todos nós. Em nossas necessidades (e em todas as outras coisas) devemos buscar o calor e a luz da presença de Deus ou nos tornamos frios e isolados. Não é maravilhoso podermos buscar Seu calor e Sua luz? E pensar que o Senhor quis reunir a nação de Israel sob Suas asas para protegê-los em Sua cálida compaixão mas eles não quiseram. Este mundo é um lugar gelado que é aquecido apenas pelo calor artificial e ilusório das modas passageiras, enquanto que a realidade é toda ela uma fria e escura ausência da Sua presença. "Ali estava [Jesus] a Luz verdadeira, que, vinda ao mundo, ilumina a todo homem... O Senhor é a minha luz e a minha salvação; a quem temerei? O Senhor é a força da minha vida; de quem me recearei?" (João 1:9; Salmo 27:1).

Água para uma alma sedenta 

Eu sabia que de vez em quando o passarinho iria querer um pouco de água e ele bebia logo de meu dedo o suficiente para satisfazer suas necessidade e parecia grato por aquilo. A mão de Deus está estendida para suprir nossas necessidades e amorosamente estende Seu dedo para nós. O desejo dEle é nos dar o melhor, nos fazer satisfeitos com Ele. E Ele deu o melhor que tinha, Seu próprio Filho, para morrer por nós. Não existe nada como receber a Seu Filho em nosso coração para satisfazer nossa alma para sempre. Então por que razão nos empenhamos em procurar nos recursos de nossa própria carne, tentando satisfazer nossa sede de fontes que não satisfazem de verdade, de cisternas de águas poluídas? Receba a salvação e tudo o que precisar de Sua mão em confiante dependência pois é ali que satisfaremos os desejos de nosso coração. "Mas, porque clamei, e vós recusastes; porque estendi a Minha mão, e não houve quem desse atenção" (Provérbios 1:24).

Caminhos de morte 

Tentei alimentar o passarinho sobre a mesa, mas havia momentos em que ele queria cambalear ao redor escolhendo uma direção que não lhe traria nenhum benefício além de ser perigosa em extremo para ele. Algumas vezes ele chegava na beirada da mesa. Uma vez eu o segurava próximo à pia da cozinha e ele se debateu de repente, quase indo parar dentro da água quente. Como somos parecidos com ele. Queremos escolher nosso próprio caminho e nossa teimosia e insensatez nos levam aos problemas e saímos perdendo. Posso olhar para trás e ver em mim mesmo que acontece assim. O que acho maravilhoso é o modo como o Senhor às vezes permite que entremos por esses caminhos, sabendo o que vamos perder, mas não nos abandona, amorosamente nos atraindo de volta para Si, não deixando que mergulhemos na destruição. Ele é Alguém que está mais perto de nós do que um irmão. "Há um caminho que ao homem parece direito, mas o fim dele conduz à morte" (Provérbios 14:12).

Ele pode nos curar 

O fato triste é que vinte e quatro horas mais tarde, quando começava a alimentá-lo, o passarinho morreu. Fiquei triste com aquilo. Concluí que eu era um péssimo pai. Pensei, "Que contraste com Deus." Ele nos conhece, nos ama sem cessar, sabe como cuidar de nós em cada mínimo detalhe. Ele é o Bom Pastor que entregou Sua vida pelas ovelhas. Ele é o Pai dos órfãos, cuidando dos rejeitados e desprezados, dos aflitos e perseguidos. Um amigo disse que possivelmente haveria algo geneticamente errado com o passarinho. É possível que seja verdade que conosco exista algo "geneticamente" errado que começou no Éden: o pecado que nos separou de Deus. Mas Deus é capaz de nos curar quando cremos em Jesus Cristo, fazendo de nós troféus para o Seu Filho.  
 
Mario Persona
contato@mariopersona.com.br


Prezado leitor,


Esta é apenas uma outra maneira de contar a você que Jesus veio a este mundo para salvar você. Porque Ele ama você. Clique aqui para saber o quanto. Então, o que VOCÊ fará a respeito? Quer uma idéia? Clique aqui.


Antes que pergunte, este é um site pessoal. Não está ligado, nem pertence, a qualquer grupo religioso, igreja, denominação ou organização. Não sou pastor, padre ou qualquer coisa do gênero. Sou uma pessoa comum como você. Por ter sido um pecador perdido e ter sido encontrado e salvo pelo Senhor Jesus, esta foi a maneira que encontrei de falar dEle a todo mundo. Quer saber como fui salvo? Clique aqui.

Você tem dúvidas ou comentários? Clique aqui para enviar-me um e-mail. Se quiser saber mais sobre a história deste site, clique aqui. Se quiser aprender mais sobre a Bíblia, visite Chapter-a-Day e leia uma mensagem diária. Para enviar o endereço desta página a um amigo, use o formulário abaixo. Estou contente que esteja aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...